Água de prata, abre meus olhos e traz
Aquela luz que incendeia, clareia e desfaz
Em toda estrela, lágrima, voz e canção
A noite escreve o teu nome
O vento que vai, navega veloz
O meu pensamento rodeia, desata e vagueia
Invade as manhãs
Rio, represa, de tanta emoção
Raio da luz de um luar
Rio, remanso, na cor de um amor
Deságua em meu coração

Água de prata, abre meus olhos e traz
Aquela luz que incendeia, clareia e desfaz
Em todas estrela, lágrima, voz e canção
A noite escreve o teu nome
O vento que vai, navega veloz
O meu pensamento rodeia, desata e vagueia
Invade as manhãs
Rio, represa, de tanta emoção
Raio da luz de um luar
Rio, remanso, na cor de um amor
Deságua em meu coração

Ouvir Esta Música

Conheça o disco desta música

Post Image
Discografia

Reluz – 1982

1982 foi o grande ano do cantor Marcos Sabino no disco. "Reluz", LP lançado pela POLYGRAM (Selo POLYDOR - Série NEW DISC), estourou nas rádios e programas de televisão do ...